OS BRINQUEDOS MÁGICOS (Tea Pets)

August 24, 2019

 

Um Toy Story à chinesa

 

É exatamente essa a primeira impressão que temos ao começarmos a assistir Os Brinquedos Mágicos, longa de animação chinês, dirigido pelo estreante Gary Wang. Pois as semelhanças são evidentes em relação aquele que é provavelmente o melhor "filme adulto" de animação, ou seja, o já clássico Toy Story (John Lasseter, 1995) e suas continuações.

 

Porém, a animação chinesa logo demonstra personalidade em função de uma trama inusitada, protagonizada por bonecos de argila infusores de chá, que ganham diferentes cores de acordo com o tipo de líquido que for despejado neles.

 

O protagonista quase involuntário da trama é o boneco infusor "Nathan" que é ridicularizado por seus companheiros de loja, por ser o único a não conseguir ganhar qualquer cor ao ter o chá nele despejado. A partir daí, torna-se evidente a mensagem anti-intolerância e não aceitação às diferenças que o filme pretende passar. 

 

Há também personagens secundários em relação aos citados bonecos da loja de chá, tais como os "ratos de esgoto" que aplicam golpes naqueles que ingenuamente vierem a confiar neles.

 

Do ponto de vista técnico, Os Brinquedos Mágicos é muito bem realizado, embora não chegue ao grau de perfeccionismo das produções realizadas pelos grandes estúdios norte-americanos - tais como Pixar e DreamWorks, por exemplo -, mas tem como vantagem o diferencial básico de se tratar de uma produção chinesa e, por retratar coisas típicas da cultura local (como os próprios bonecos infusores de chá, realmente existentes) e também a arquitetura de Pequim, que acompanha a jornada do protagonista Nathan em busca da aceitação social e seu amigo, o atrapalhado porquinho vermelho.

 

O único problema que realmente impede Os Brinquedos Mágicos de ser um filme bem melhor é mesmo a má construção psicológica dos personagens, ao contrário do que normalmente ocorre nas produções dos grandes estúdios tradicionais, onde normalmente há muito mais nuances na elaboração da personalidade dos protagonistas.

 

Mas sem dúvida esse "Toy Story à chinesa" merece uma boa conferida. 

 

 

Please reload

Siga-nos:
  • Facebook Classic
  • c-youtube
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now